sexta-feira, 10 de junho de 2016

Opinião | Universitária, 19 anos - Convive com cavalheiros - Laura D.

Olá! Para mim um dos benefícios de ir à biblioteca é andar por lá a ver as estantes e ter e oportunidade e a sorte de me deparar com algum livro que me desperte interesse e que de outra forma não teria oportunidade de conhecê-lo. E este livro é um exemplo claro disso, deparei-me com ele ao acaso e tenho a certeza que senão o tivesse visto e folheado na biblioteca, de outra forma não o conheceria, nem tão pouco o leria.
Nome: Universitária, 19 anos - Convive com cavalheiros
Autora: Laura D.
Editora: Editorial Presença
Edição/reimpressão: 2008
ISBN: 9789722339896
Páginas: 192
Sinopse: "Quando uma estudante se transforma em acompanhante
Parece difícil de acreditar mas esta história real poderá suceder-se em qualquer canto do mundo, na nossa cidade, bairro ou vizinhança. A realidade é crua e espreita a cada esquina o sentimento de querermos alcançar objectivos para os quais não temos os meios fundamentais que nos permitam concretizá-los, ou seja, os recursos de subsistência básica. Foi dentro deste quadro de ausência de poder económico que Laura resvalou para uma vida marginal. Filha de um operário e de uma enfermeira decide ir para a universidade às suas próprias custas. Boa aluna, desenvolta e senhora do seu nariz, Laura começa a sentir os primeiros sinais de fadiga assim que arranja trabalho num restaurante, em complemento com as aulas. Certo dia, no apartamento do namorado, do qual já se tinha decidido separar, Laura encontra um anúncio para maiores de 18 anos, onde homens mais velhos procuram encontros com jovens estudantes. Cedendo à tentação de poder pagar todas as despesas, a jovem responde marcando uma visita com um destes homens em troca de dinheiro. A seguir à primeira vem outra e outra vez até que Laura decide mudar de vida. Será que irá conseguir deixar por um lado o dinheiro e abraçar por outro um percurso normal?."

Opinião: Este livro conta-nos a história de Laura, uma jovem com uma família humilde e com poucos recursos económicos. Tudo começa quando Laura decide ir para a universidade embora esteja consciente de que terá que ser ela a suportar praticamente todos os custos associados a isso. Como é de prever, Laura arranja um emprego, mas como este é apenas em regime de part-time acaba por não lhe render tanto quanto seria desejáve e depressa percebe que o dinheiro não é suficiente para fazer face a todas as despesas.
    Numa fase inicial Laura partilha a casa com o seu atual namorado, Manu, que depressa revela ser completamente o oposto dela: com grandes recursos económicos e rapidamente percebemos que dá pouca importância ao dinheiro pelo facto de ter tanto, contudo nem esse facto faz com que tente facilitar um pouco mais as coisas para Laura, em vez disso começa a exigir-lhe metade do dinheiro do aluguer do apartamento claramente luxuoso e caro e começam a fazer as compras de supermercado em separado.
    Laura começa então a sentir necessidade de ter mais dinheiro e começa a equacionar as suas várias hipóteses para conseguir arranjá-lo, por isso lá decide envergar por um caminho economicamente mais fácil porque acaba por render-lhe algum e bom dinheiro em pouco tempo, mas emocionalmente difícil de gerir: a prostituição. Os primeiros encontros revelam-se “mais simples” do que aquilo que seria de esperar para Laura, porque os clientes acabam por perceber que ela é inexperiente naquele tipo de coisas, mas os que se seguem revelam-se mais difíceis em todos os sentidos, mas a necessidade de Laura ter mais dinheiro do que aquele que ela ganha na empresa de telemarkting fala sempre mais alto.
    A parte mais realista deste livro é efetivamente quando as consequências destes actos começam a aparecer: clientes possessivos, a ambição dela querer cada vez mais e mais dinheiro fácil e a possibilidade de vir a ser descoberta.
    Uma coisa que me custou a engolir neste livro foi quando ela arranjou outro namorado e esse se mostrou demasiado solidário e compreensivo com ela e com a vida que ela levava, sabendo perfeitamente da parte mais obscura da vida dela. Custa-me um bocado a acreditar que alguém aceitasse tal coisa de ânimo tão leve e ainda colaborasse com a namorada na altura de marcar os encontros com os clientes. É de mim ou isto soa muito estranho? A mim soou-me e muito!
    Apesar de tudo consegui gostar desta personagem e entendê-la em alguns aspectos, embora não compactuasse em momento algum com aquilo que ela fazia ou com o caminho que ela decidiu tomar. Esta personagem é muito mais do que uma simples rapariga que decidiu envergar por um caminho que lhe pareceu fácil na altura, é também alguém com alguns problemas familiares que vamos conhecendo ao longo do livro, é acima de tudo alguém que decidiu fazer-se à vida e ficar por sua conta independentemente do que isso implicasse e significasse.
      A escrita é sempre feita na primeira pessoa, por isso estamos sempre em contacto direto com a Laura, até mesmo durante os seus encontros e isso foi o que mais mexeu comigo. Ver a forma como ela odiava aquilo mas continuava ali e, era nesses momentos que se tornava difícil de continuar a ler e digerir alguns acontecimentos.
   Tenho a perfeita noção que algumas das suas atitudes são condenáveis porque acredito que existiam outras formas de ganhar dinheiro, mas a sensação com que que fiquei depois de ler este livro é de quantas realidades iguais a esta ou piores haverão por este mundo fora e este livro sendo baseado em factos verídicos ainda tornou as coisas mais assustadoras para mim, alertando-me para uma realidade que nos passa muito despercebida.
    Um livro com o qual me deparei ao acaso na biblioteca, mas do qual acabei por gostar bastante por vários motivos: a premissa, o facto de ser baseado em factos reais e de me ter deixado a pensar.
    O final embora algo apressado, deixou-me com um sorriso nos lábios porque apesar de todas as adversidades da vida de Laura, temos oportunidade de vê-la recompor-se a si, à sua dignidade enquanto mulher e à sua vida. Continuou a lutar e tenho a certeza que isso lhe renderá os frutos desejados!
“As minhas duas vidas acabaram de se cruzar, as minhas duas personalidades estiveram lado a lado.”
Pág: 138
Classificação: 

E vocês, já conheciam este livro?

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar