sábado, 27 de fevereiro de 2016

Leitura do momento #10

Olá! Parece que ando novamente a ganhar aquele velho hábito de ler vários livros ao mesmo tempo, eu tento evitá-lo ao máximo, mas nem sempre estou com disposição para ler o livro que já tenho iniciado e acabo por começar outras leituras. Atualmente estou a ler dois livros que espero conseguir terminar até Segunda-feira para conseguir entrar em Março sem leituras a meio.

As minhas leituras desta semana e que eu espero conseguir terminar durante este fim-de-semana para entrar em Março sem nenhum livro a meio são duas.
Ambos os livros que estou a ler foram requisitados na biblioteca, sendo que o primeiro que comecei a ler foi A rapariga no comboio de Paula Hawkings e que acredito que a maioria de vocês já conheça ou até já tenha tido oportunidade de ler. Ainda não há muito que possa dizer, mas já deu para perceber que uma das nossas protagonistas é um tanto ou quanto instável e está sempre a criar histórias na sua cabeça, contudo resta-me saber o porquê dessa instabilidade que a leva a ter comportamentos meio esquisitos.
Um livro que encontrei por acaso na biblioteca foi Universitária, 19 anos - Convive com cavalheiros de Laura D, que retrata uma realidade pouco abordada nos livros. Este livro conta-nos a história de uma jovem universitária que se vê entre as espada e a parede quando não consegue fazer face às suas despesas e acaba por tornar-se acompanhante de luxo. Este é um livro com capítulos curtíssimos e com um desenvolvimento que nos deixa sempre a querer saber o que é que vai acontecer a seguir.
E vocês o que andam a ler?

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Opinião | Amor e chocolate - Dorothy Koomson

Olá! Hoje é dia de trazer-vos a minha opinião sobre o primeiro livro que li da autora Dorothy Koomson, uma autora que há muito queria ler e conhecer. O ano passado comprei dois livros da autora, mas não cheguei a lê-los ao longo do ano, por isso decidi que Janeiro isso ser o mês de me estrear finalmente com esta autora e devo desde já dizer que fiquei fã.
Nome: Amor e chocolate
Autora: Dorothy Koomson
Editora: Porto Editora
Edição/reimpressão: 2013
ISBN: 978-972-0-04112-8
Páginas: 416
Sinopse: "UMA HISTÓRIA DELICIOSA DE AMOR, LUXÚRIA E CHOCOLATE.
Amber Salpone não queria sentir-se atraída pelo amigo Greg Walterson, mas não consegue evitar. E, de cada vez que a atracção se concretiza em algo mais, a aventura secreta fica mais perto de se tornar numa relação séria, o que, sendo ele um mulherengo e tendo ela fobia ao compromisso, constitui um grande problema.
Enquanto Amber luta para aceitar o que passou a sentir por Greg, apercebe-se também de que ela e Jen, a sua melhor amiga, estão cada vez mais afastadas. Pouco a pouco, à medida que as duras verdades das vidas de todos vão sendo reveladas, Amber tem de enfrentar o facto de o chocolate não curar tudo e, por vezes, fugir não é opção…"
Opinião: Bem, já tinha este livro na estante há quase um ano e a minha vontade de ler qualquer coisa da autora tornava-se cada vez maior, então na altura de escolher a minha próxima leitura durante o mês de Janeiro, peguei neste e deu tudo certo. Muito certo.
    Este livro conta-nos a história de Amber, uma mulher na casa dos 30 anos, com uma melhor amiga bem distinta de si, Jen. As duas são melhores amigas desde os tempos de universidade e a amizade de ambas sempre foi muito forte. Há já algum tempo que Jen namora Matt que, entretanto acrescentou a este círculo de amigos o seu melhor amigo Greg, sendo que estes quatro passam grande parte do tempo juntos, contudo nem todos os seus feitios são compatíveis.
    O início deste livro é bem engraçado e divertido, este começa na manhã seguinte a Amber ter-se envolvido com Greg, melhor amigo do namorado de Jen e Amber não sabe exatamente como agir perante aquela situação deveras constrangedora. É a partir daqui que toda a história se desenrola com uma Amber cheia de incertezas e receios e Greg repleto de certezas daquilo que quer, mas a verdade é que estas duas personagens são tão opostas que por vezes nem parece possível que as coisas entre eles funcionem.
    Temos aqui uma história repleta de amor, amizade, mas também de traições e de revelações que nos deixam boquiabertas porque nada nos prepara para aquilo para aquilo tudo. Devido a tudo o que este livro aborda e a forma como o faz, eu simplesmente adorei-o. Este livro mostra-nos da forma mais clara possível como por vezes podemos gostar muito de alguém e ser-lhes muito leal enquanto amigo, mas o sentimento pode não ser assim tão recíproco.
   De todas as personagens existe uma pela qual senti um carinho especial e da qual gostei especialmente porque em alguns – muitos - momentos me revi nela: a Amber. Uma mulher que embora já tenha 30 anos, continua a equacionar os “ses” de todas as decisões que toma, tem os seus receios, as suas inseguranças e uma lealdade para com os seus que é formidável, já para não falar no quão profissional ela é. Achei-a muito real e humana, daí que tenha gostado realmente muito dela!     Por outro lado temos o Greg que é daquelas personagens que nos fazem soltar umas boas gargalhadas, porque é daqueles tipo de rapazes que anda atrás de tudo o que é um rabo de saias e tem umas boas e quantas histórias para partilhar. Embora existam personagens pelos quais é quase impossível não nos apaixonarmos, como estes dois anteriormente referidos, existem outros que nos fazem torcer o nariz constantemente.
    A escrita da autora não é muito complexa, mas narra-nos os momentos na perfeição e tem diálogos esplêndidos que tanto nos mostram momentos divertidos, como momentos mais sérios. Um pormenor de que gostei muito e não sei se é ou não recorrente nos seus livros, foi o facto de cada capítulo ter um título que nos mete logo a divagar sobre o que será que nos espera no próximo capítulo.
   Só vos digo mais uma coisa, como o próprio nome do livro indica, este livro fala-nos tanta vez de chocolate e das seus mais variados sabores que é quase impossível uma pessoa não se sentir tentada a comer chocolate no decorrer desta leitura e achei isso deveras diferente, porque a nossa protagonista divide as pessoas que a rodeiam em várias qualidades de chocolate, dependendo do quanto gosta ou não dessas pessoas e do respetivo sabor de chocolate a que as associa.
    Posto isto, a minha avaliação deste livro é mais do que positiva, adorei-o em todos os aspectos, mas dou-lhe as 4 estrelas na classificação do goodreads porque tenho a certeza que esta autora ainda me vai surpreender muito com outros bons livros que tem.
"Silêncio. Tudo era silêncio..
Um silêncio, puro, perfeito. O tipo de silêncio a que invariavelmente se segue uma catástrofe. O tipo de silêncio, imagino, que existia antes do Big Bang que criou o nosso universo. (Ou, se acreditam em teorias criacionistas, o tipo de silêncio que se fez enquanto Deus coçava a cabeça e se perguntava se devia fazer os oceanos azuis ou cor de pêssego.)"

Pág: 25
Classificação: 

Playlist:
E vocês, já leram alguma coisa desta autora? São fãs ou nem por isso?


sábado, 20 de fevereiro de 2016

Série | Quantico

Olá! Hoje decidi vir falar-vos de uma série que vi ao longo do mês de Janeiro, Quantico. Uma série que há muito queria ver e que gostei muito. Atualmente está em pausa, mas a segunda parte da temporada está para breve, sai já em Março.
Título original: Quantico
Ano de estreia: 2015
Nº temporadas: 1
Elenco: Priyanka Chopra, Jake McLaughlin, Josh Hopkins, Aunjanue Ellis, Johanna E. Braddy, Tate Ellington, Rick Cosnett, Brian J. Smith, Anthony Ruivivar, Yasmine Al Massri Graham Rogers.
Género: Drama, policial e suspense.
Sinopse: "Um grupo diverso de brilhantes e controlados recrutas chega à base do FBI em Quantico para o treinamento. Eles são considerados alguns dos melhores agentes, mas, paradoxalmente, um deles se torna suspeito de planejar o maior ataque em Nova York desde o dia 11 de Setembro."

Opinião: Esta série que inicialmente parece ter uma história com pouco para dar, no fim da primeira parte da primeira temporada revela-se muito mais do que esperávamos dela inicialmente: é uma enorme surpresa e uma bomba relógio de episódio para episódio.
    Esta série tem início quando vários recrutas que foram escolhidos a dedo com base nos seus passados e segredos, vão para a base do FBI em Quântico para serem treinados. Eles são os melhores agentes e enfrentam constantemente testes que os põem à prova de modo a confirmar isso mesmo, por isso só os melhores dos melhores acabam formados.
    Para surpresa de muitos, depois de estarem formados, Nova Iorque é alvo de um atentado terrorista e Alex Parrish (Priyanka Chopra), uma das recrutas que acaba por formar-se - a melhor de todas, diria eu -, é a única sobrevivente que é encontrada com vida no meio dos destroços do atentado. A partir daqui desenrola-se uma grande investigação que toma os antigos recrutas como principais suspeitos, mas as suspeitas depressa recaem apenas sobre Alex que tem todos os indícios à apontarem contra ela.
    Os episódios são preenchidos maioritariamente por flashbacks da Alex enquanto recruta do FBI, é a partir desses flashbacks que vamos conhecendo de forma mais aprofundada a maioria das personagens e nos apercebemos como o passado deles os persegue até ali, principalmente se for um passado mais negro e com contornos que podem comprometer o seu trabalho enquanto agentes do FBI e/ou a sua integridade enquanto profissionais.
  Os temas abordados são muito variados e para mim nesse aspecto a série está muito bem conseguida, pois aborda-nos a importância da amizade, as relações familiares sendo umas mais positivas do que outras, o trabalho em grupo que nem sempre é fácil e os preconceito e estereótipos. Exemplo de um dos maiores estereótipos desta série é o facto de haver uma recruta que se chama Nimah Amin (Yasmine Al Massri) que como é passível de perceber pelo nome, é uma mulher descendente do médio oriente o que faz com que seja logo uma das principais suspeitas do atentado terrorista.

  Apesar de no geral gostar muito da história que está sempre a mudar de rumo, o que faz com que nós nunca consigamos perceber qual é a verdadeira pessoa que está por detrás do atentado, por vezes tornou-se um pouco aborrecido estarmos constantemente perante flashbacks e quando voltamos ao presente os desenvolvimentos são escassos e quando existem apontam sempre numa direcção diferente, mas isso acontece sucessivamente. É como se estivessem constantemente a dar tiros no escuro na esperança de apanhar um culpado que nunca é apanhado.
  O balanço que faço da série é positivo, apesar de algumas das suas falhas é uma série que pretendo continuar a ver porque quero muito ver no que isto vai dar e descobrir quem é o verdadeiro culpado!
Classificação: ★★★★☆
E vocês, já tinham ouvido falar desta série?

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Opinião | O jornalista americano - André Ferreira

Olá! Depois de quase uma semana sem posts aqui destes lados, hoje vai ser dia de uma opinião que já vem um pouco atrasada e que não é tão positiva quanto aquilo que eu gostaria.
Nome: O jornalista americano
Autor: André Ferreira
Editora: Capital Books
Edição/reimpressão: 2015
ISBN: --
Páginas: 107
Sinopse: "William Davis Jameson é um jornalista americano que está de férias em Lisboa para recuperar de um atentando de que fora vítima, em Sharm El-Sheikh. Os efeitos secundários deste atentado transformam-se em visões, que este jornalista enfrentará nesta cidade e que lhe revelam que, afinal, está no meio de um conflito protagonizado por seres de um outro plano, que viajam no tempo e no espaço para o perseguirem.Contando apenas com a ajuda da misteriosa Isabel, William tem de enfrentar esta horda de desconhecidos, enquanto reaprende a sua própria história e a paixão que o une a essa mulher."


Opinião: Este exemplar foi-me enviado pela editora Capital Books, à qual deixo um grande agradecimento por isso e pelo voto de confiança.
    Este é daqueles livros que tem uma premissa bem diferente e definitivamente original de tal modo que para mim tinha tudo para dar certo e ser uma boa leitura, mas por vários motivos isso não se verificou.
    Este livro conta-nos a história de William Davis, um jornalista americano, que foi vítima de um atentado em Sharm El-Sheikh e está em Lisboa de férias tentando esquecer o sucedido ou pelo menos tentando ultrapassá-lo, mas isso revela-se impossível uma vez que ele é constantemente invadido por visões sobre o sucedido. Como se as visões não fossem suficiente, William é também perseguido por seres do outro mundo. 
    Para mim é a partir daqui que a história começa a mostrar-me algumas falhas, porque estes seres aparecem do nada e as explicações sobre a sua origem, o que querem e o que fazem são tão escassas que a dúvida do que se está a passar fica sempre a pairar no ar.
    Outra coisa que não gostei neste livro é que este está constantemente a mudar de tempo e espaço, sem que consigamos acompanhar essas mesmas mudanças.
    Não sei se foi falha minha ou falha da própria construção do enredo, mas foi-me muito difícil acompanhar a sucessão de acontecimentos e a mudança de tempo e espaço constante como já referi antes. Percebi que as histórias se cruzavam, mas não consegui entender onde ou como o que tornou esta leitura algo confusa.
    O que para mim costuma ser a parte pior, neste livro foi o que o salvou de não levar como classificação uma estrela: o final. Para mim foi o ponto mais positivo de toda esta leitura, foi simples e bonito. Simplesmente maravilhosa a forma como duas pessoas que se amam têm a capacidade de se reencontrar porque são seres que são destinados a estar juntos.

"- Tudo isto é um caminho que te vai conduzir ao teu verdadeiro destino."
Pág: 93
Classificação:

Esta leitura teve o apoio da Capital Books  que me enviou o exemplar em troca de uma opinião sincera.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Leitura do momento #9

Olá! Um dos posts que eu queria muito tentar fazer mais vezes é estes em que vos mostro a(s) minha(s) leitura(s) do momento, o ideal seria mesmo fazê-los semanalmente de modo a ir partilhando aqui os updates das minhas leituras.
Confesso que o caos de Janeiro está a estender-se para Fevereiro, motivo pelo qual as minhas leituras se têm arrastado mais do que aquilo que eu queria, por isso ainda não consegui terminar nenhum livro este mês.
Uma das leituras que já vem do mês de Janeiro é o livro Delírio que é o segundo livro da trilogia "Sem fôlego". Bem, se o primeiro livro foi uma desilusão porque a história não me convenceu, este está a seguir precisamente o mesmo caminho. Não achei nada credível a forma com os nossos protagonistas se conheceram e como as coisas se tornaram tão maravilhosas e perfeitas do dia para a noite. Por esse motivo, tenho esta leitura parada há alguns dias, mas uma vez que comprei logo a trilogia toda, pretendo levar estas leituras até ao final.
A minha segunda leitura é uma leitura que já há muito ansiava fazer: A 5ª vaga. O início do livro e a narrativa do mesmo está a ser bem mais lenta do que eu previa, por isso ainda não há muito que possa dizer quando vou a chegar à página 100 e não existem grandes desenvolvimentos. As expectativas são altas, agora é ver se o livro chega lá.
E vocês, o que andam a ler?

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Passatempo | "O bom ditador"

Olá! Hoje é dia de anunciar um novo passatempo aqui no blog que será feito em parceria com o autor Gonçalo J. Nunes Dias que lança o seu primeiro livro de uma trilogia, O bom ditador. Deixo desde já o meu enorme agradecimento ao autor por se mostrar interessado e disponível em promover este passatempo aqui no blog.
Desta vez simplifiquei as coisas e as regras são muito simples e querem saber qual é a melhor parte? Vamos ter dois vencedores!


Regras de participação:

- Passatempo válido até às 23h59 do dia 29 de Fevereiro;
- Cada pessoa só pode participar uma vez, mas poderá conseguir até 3 entradas se seguir o blog publicadamente e partilhar o passatempo no facebook;
- Haverão dois vencedores. Os livros serão enviados em formato digital e pelo próprio autor;
- Uma vez que os livros vão ser enviados em formato digital, podem participar de qualquer canto do mundo;
- Os vencedores serão escolhidos através do random.org e, posteriormente serão anunciados aqui no blog e contactados por e-mail.


sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

TBR challenge 2016 | Desafio 1 (Fevereiro)

Olá! Como vos tinha dito, hoje será dia do primeiro desafio da TBR Challenge 2016. O primeiro papelinho que saiu contém seguinte desafio: Ler um livro que inicie uma série. 
Confesso que a minha primeira leitura deste mês inicia de facto uma série, mas seria batotice inseri-la neste desafio quando quero contar com a vossa colaboração para escolherem a minha leitura, por isso deixo aqui as leituras que tenho em mente, basta votarem naquela que preferem que eu leia.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

TBR Challenge 2016 | Os desafios

Olá! Como tinha falado neste post, este ano decidi fazer um pote que irá servir para o TBR challenge 2016, isto é, em vez de ter um pote com os livros que tenho na estante por ler, decidi criar desafios. Procurei que estes fossem o mais abrangentes possível para que pudesse ainda assim escolher a minha leitura mediante o desafio que calhar.
Isto vai funcionar da seguinte forma: pelo menos uma vez por mês (se conseguir mais vezes, melhor ainda) venho partilhar com vocês o desafio que saiu e depois escolho vários livros para completar esse desafio e faço uma pequena votação em que são vocês quem escolhe qual o livro que será lido. Parece-vos bem? A mim parece-me uma excelente ideia, vamos lá ver é como é que corre. Se quiserem juntar-se a mim, sintam-se convidados para tal.


terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Resumo mensal | Janeiro

Olá! Confesso que o mês de Janeiro foi um mês do qual esperava muito mais em termos de leituras, olhando para os últimos meses do ano de 2015, mas as coisas complicaram-se a vários níveis e isso reflectiu-se nas minhas leituras. Estou a fazer figas para que Fevereiro seja ligeiramente mais positivo e produtivo, veremos como corre.

Leituras

     
A minha primeira leitura do mês já vinha com umas páginas lidas no mês anterior, A noiva do marquês de Tessa Dare (4,5★) que dá continuação a uma série da qual estou a gostar muito. A minha segunda leitura do mês revelou-se uma pequena (grande) desilusão, Obsessão de Maya Banks (2,5★) tinha vários ingredientes para dar certo, mas o excesso de palavreado ordinário e as semelhanças em alguns pontos com as 50 sombras de Grey deixou muito a desejar, senão tivesse sido aquele final a pontuação poderia ter sido ainda pior, mas pronto o final fofinho até salvou a coisa. Num registo muito mais curtinho, a minha terceira leitura foi um mini conto, Avareza da Andreia Ferreira (1,5★) outra leitura que deixou muito a desejar, este conto é de facto curtíssimo, mas tinha uma história que se tivesse sido bem explorada teria dado certamente um excelente conto. Por fim, li Amor e chocolate de Dorothy Koomson (4 ★) que foi a minha estreia com a autora e que rica estreia. Adorei as personagens e vi-me tantas mas tantas vezes na nossa protagonista feminina que foi quase impossível não gostar tanto deste livro. Sei que existem outros livros da autora que classificam como melhores do que este, por isso mal posso esperar por lê-los, uma vez que gostei tanto deste só posso vir a gostar ainda mais dos seguintes.

Aquisições 

     
É com grande felicidade que partilho com vocês as minhas compras do mês de Janeiro que além de muito contidas, foram muito boas. Nas minhas resoluções para o ano de 2016 falei-vos no quanto queria dar prioridade às séries que tinha começado e que queria muito terminar, por isso aproveitei uma promoção para comprar mais dois livros da série "As flores mais raras", a Provocadora e a Pecadora de Madeline Hunter e assim sendo só fica a faltar-me o último. O livro Do céu, com amor veio de arrasto porque também estava em promoção e estava na minha wishlist há algum tempo. Por fim, comprei esta nova edição d' O principezinho lançada pela Visão que tem ilustrações lindíssimas e conta com anotações do autor José Luís Peixoto.

Ofertas

   
Decidi começar a separar as minhas aquisições dos livros daqueles que me são oferecidos pelas editoras e/ou autores em troca de uma opinião sincera aqui no blog, sendo que este mês recebi quatro livros: o Egoísta foi-me cedido pela editora Coolbooks, A bela e os bolos pela Chiado Editora. O bom ditador foi-me cedido pelo próprio autor - e preparem-se porque em breve vão ter um passatempo do mesmo - e, por fim A lua do lobo - Irmandade da cruz foi-me enviado pela Capital Books. Deixo aqui o meu agradecimento às editoras e ao escritor Gonçalo Dias e espero conseguir estes livros com a maior brevidade possível, vou tentar em Fevereiro ler pelo menos dois deles.

Filmes


Queria muito ter conseguido dedicar-me mais aos filmes nomeados para os óscares, mas infelizmente não consegui. Acabei por dedicar-me um pouco mais às séries, por isso ao longo do mês de Janeiro só vi o filme Divertida mente que gostei muito e recomendo, não se deixem enganar pelo facto de ser um livro de animação, porque embora o seja retrata algo bem mais complexo e interessante do que parece.

Séries 

Em termos de séries as coisas correram muito bem porque em Janeiro voltaram duas das séries que sigo desde o início e estreou uma que estava ansiosa por ver. Comecei então a ver a série Shadowhunters (3 episódios) da qual estou a gostar muito e que só me está a dar vontade de ler os livros. Depois vi a primeira parte da primeira temporada da série Quantico (11 episódios) que me deixou a desejar imenso a segunda metade da temporada. Duas das minhas séries de eleição voltaram com novos episódios, falo então de Pretty little liars (2 episódios) e de Teen wolf (3 episódios).
Como foi o vosso mês de Janeiro? Já têm planos para o mês de Fevereiro?